The Pixel Breakers

Este pequeno documento foi redigido a pedido de alguns alunos das minhas turmas de EAD, acho interessante para todos compartilhar as resoluções dos pedidos deles com a comunidade pois assim o processo colaborativo só ganha força e produtividade, assim, peço a todos os que estão “chegando agora” que por favor leiam os documentos anteriores presentes tanto no blog quanto nos outros sites onde escrevo documentação, tarefa essa que ficou mais fácil com a criação de uma página aqui no blog onde todos os sites que contém documentação minha podem ser facilmente localizados.

O nosso assunto do dia trata da criação de auras digitais formadas a partir de espectros confeccionados através do choque de pixel s idênticos em sentidos diferentes. Vamos lá?

Comecemos criando uma nova imagem com tamanho sugerido de 800×800 pixel s, como sempre digo você é livre para escolher o tamanho mais adequado ao tipo de trabalho que deseja desenvolver.

Criada a imagem, vamos começar aplicando um degradê de nossa escolha sobre a mesma, para isto, basta utilizar a ferramenta de aplicação de degradês presente na interface principal do Gimp.

Abaixo nós temos o degradê escolhido para ilustrar o exemplo de hoje já aplicado, Note que a forma de aplicação do mesmo também é livre da sua parte, neste exemplo utilizei o sentido de orientação Linear com Repetição Triangular :

Agora vamos aplicar pequenos deltas a fim de criarmos uma superficie com ranhuras mais retas dispersas, para esta pequena tarefa nós iremos utilizar o filtro distorcivo denominado “Vento”. A imagem abaixo ilustra o caminho até o mesmo:

A interface do referido filtro é bem intuitiva, mas vamos rever estes de maneira que possamos extrair uma boa seqüência desta poderosa ferramenta:

Pré Visualização: Recurso vital, ele proporciona ver exatamente o que estamos fazendo com a imagem em tempo real auxiliando na aplicação do recurso desejado.

Estilo: Este recurso se aplica ao tipo de efeito que será gerado dentro da nossa imagem, o efeito “Vento” faz com que todas as extremidades e interior da figura sejam “sugados” causando um efeito mais “liso”, enquanto que o efeito denominado “Ventania é mais comedido, causando tal efeito somente nas bordas e partes mais internas da imagem, causando um efeito mais pixelizado dentro da imagem.

Direção:Este recurso comando o sentido da intervenção causada pelo filtro, que pode ser tanto para a direita quanto para a Esquerda.

Extremidade Afetada: Este recurso define basicamente o que será feito das fendas que o filtro irá criar dentro da nossa imagem da seguinte maneira : O ajuste denominado “Frente”, faz com que as partes voltadas mais para o começo da imagem se sobressaiam de maneira que estas serão a nova base da imagem como um todo no seu estado pós filtro. O ajuste denominado “Rastro”, executa a mesma tarefa, do ítem anterior, porém com o “final da imagem”.O recurso denominado “Ambos” faz com que ocorra a uniformização deste recurso seja alcançada, e é na maioria das vezes o ajuste mais adequado, como no caso deste exemplo.

Mas…onde é o “começo” e o “final” da imagem?

Muito bem, essa pergunta é simples, “o começo e o final” são determinados pelo sentido de orientação escolhido para a ação do filtro, através do recurso “Direção”, por tanto este pode ser tanto o extremo direito quanto o esquerdo dependendo da sua vontade =].

Limite: Este recurso tem como função justamente limitar o raio de ação do filtro dentro da imagem, quanto menor for a sua valoração, maior será o raio de ação do filtro dentro da imagem e vice e versa.

Força:Este recurso tem como função delimitar o quão evidente se tornará a ação do filtro no conceito da imagem, quanto maior for a sua valoração, mais presente o filtro se fará dentro da imagem.

Satisfeito basta clicar em OK.

Após a aplicação do filtro o nosso exemplo ficou assim:

Agora vamos desestabilizar a freqüência uniforme da nossa imagem através da ação massiva do filtro distorcivo denominado “Ondas”, a imagem abaixo carrega a localização do filtro citado:

A  interface do filtro é auto explicativa, porém vamos falar um pouco sobre os seus recursos e funções diversas:

Pré Visualização:Recurso vital, ele proporciona ver exatamente o que estamos fazendo com a imagem em tempo real auxiliando na aplicação do recurso desejado.

Modo:Este recurso determina o tipo de efeito a ser criado pelas ondas, a diferença é sutil mas bem visível em certos casos.

Box Refletivas:Uma vez marcada, a mesma irá repetir o efeito por toda a extensão da imagem de maneira massiva e incisiva.

Amplitude:Tal recurso permite ajustarmos a o grau de influência da intervenção do filtro dentro da imagem.

Fase:Este recurso determina qual será a fase do ciclo de vida das ondas a serem criadas dentro do filtro.

Comprimento da onda:Este recurso determina o tamanho das ondas a serem criadas dentro da intervenção do filtro na imagem.

Para criarmos o efeito desejado do dia, basta que a valoração do ajuste “comprimento da onda” seja baixa e que a valoração do ajuste “amplitude” seja alta, conforme mostra o exemplo abaixo:

Satisfeito clique em OK e aguarde o processamento:

Agora vem a solução da dúvida e consequentemente a nossa diversão: Duplique a camada base e utilizando a ferramenta de espelhamento presente na interface principal do Gimp, espelhe a nova camada no sentido horizontal, aplicando em seguida sobre a mesma o efeito de camada “Diferença”. As imagens abaixo ilustram esse processo:

A imagem abaixo mostra a ferramenta de espelhamento em destaque após a execução da tarefa com a mesma, estando ainda pendente a aplicação do efeito de camada.

Abaixo já temos o efeito de camada “Diferença” aplicado sobre o a nova camada agora espelhada:

Pois bem, isto é o choque de pixel s onde uma única cor se funde a ela mesma de maneira que as pequenas diferenças entre as estruturas luminosas invertidas possam formar novas tonalidades uniformes =]. MAS não mesmo paremos por aqui, vamos levar isso a um nível mais elevado:

Crie uma nova camada transparente sobre a nossa imagem e dentro da mesma vamos inserir um fractal a nosso gosto utilizando para esta tarefa o filtro denominado “Explorador de Fractais”, tendo como unica diretriz irredutível a orientação de cor ser feita pelo mesmo degradê que utilizamos para criar o primeiro passo do nosso trabalho. A imagem abaixo ilustra o caminho até o filtro:

Ditada a única diretriz, crie o fractal do seu gosto:

IPC:Para aprender mais sobre este recurso clique aqui.

A base para o fractal acima foi o modelo pré pronto denominado “Marble”.Satisfeito basta clicar em “OK”.

Renderizado o Fractal, aplique sobre a camada portadora do mesmo o efeito de camada denominado “Diferença”:

Agora, combine todas as camadas visíveis e duplique a resultante efetuando em seguida espelhamento horizontal sobre a nova camada criada resultante deste processo para em seguida ainda sobre a mesma aplicar o efeito de camada aditivo “Somente Clarear” ou se preferir você pode optar pelo efeito de camada subtrativo denominado “Somente Escurecer”:

Para este exemplo optei pelo efeito de camada aditivo:

Agora vamos mandar estrutura luminosa do nosso trabalho para outra dimensão e porque não a de cores também=], para esta tarefa primeiro nós precisamos combinar as camadas visíveis para depois ativarmos o nosso velho conhecido filtro “Mapeamento Alien” cuja localização pode ser vista na imagem abaixo:

Para alterar a estrutura luminosa basta que a  freqüência da luminosidade se mantenha com a valoração próxima a padrão *(de 0.45 até 1.30) dependendo da estrutura do trabalho e gosto seu, enquanto que a valoração da fase da luminosidade dependerá única e exclusivamente do seu gosto pessoal.

Finalizado o ajuste clique em “OK” e aguarde:

Para terminar vamos dar um pouquinho de volume ao nosso trabalho através da ação de um pequeno filtro denominado Gimpressionista que já foi visto por nós em documento anterior =].

Agora que você já viu uma das infinitas possibilidades de uso e aplicação do que aprendemos hoje podemos deixar o processo  da imagem anterior para o próximo assunto =], vejo vocês lá!

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: