Dead HQ

Lembram das revistas em quadrinhos mais antigas? (fantasma nos anos 70, Tex, etc) Pois é, hoje nós vamos transformar uma imagem em uma ilustração a altura, porém com um toque mais dramático*(conceitual) e futurista*(gosto de traços mais retos e de certa maneira aleatórios) segundo o meu ponto de vista.

Comecemos escolhendo uma imagem do nosso acervo, para ilustrar melhor, de preferência por um rosto como o que eu escolhi para ilustrar o assunto de hoje:

Escolhida a imagem, vamos dar um “Brake” nos tons de cor com uma ação subtrativa, já fizemos isso antes no assunto anterior, mas dessa vez vamos fazer uso de um processo um pouco diferente, vamos a ele:

Primeiro converta a imagem para escala de cinzas, copie o resultante e cole em forma de nova camada sobre a camada base da imagem original, esse procedimento até aqui é identico ao que fizemos no assunto anterior, mas mesmo assim, as imagens abaixo irão ilustrar o que foi dito:

Para quem não sabe converter uma imagem para escala de cinzas, rgb e ou cymk*(caso o plugin separate esteja instalado) basta verificar o caminho mostrado na imagem abaixo:

Abaixo nós temos a imagem já convertida pronta para ser copiada:

Aqui nós temos o processo quase concluído, a imagem transformada, colada em forma de camada sobre a original inalterada:

É aqui que vemos a diferença, ao invez do efeito de camada subtrativo “Multiplicar”, vamos utilizar o efeito subtrativo “Somente Escurecer” que tem uma ação menos agressiva, preservando apenas os tons escuros não alterando qualquer outra propriedade da camada onde o mesmo for aplicado:

Para quem não sabe onde fica o efeito, basta memorizar utilizando a imagem abaixo:

Veja o resultado do procedimento que acabamos de fazer=]:

Muito bem, agora que já temos a alteração de conceito*(lembrando que o procedimento é valido para qualquer outro objeto, não apenas rostos.) vamos ao clima do assunto do dia que é o que realmente nos interessa, o “efeito revista”. Antes de prosseguirmos, combine as camadas visíveis e duplique a resultante, depois, selecione a camada base, após o uso do filtro vocês irão entender o porque desta ação.

IPC: O tamanho das imagens influi diretamente sobre o efeito, quanto maior for a imagem, menor serão os detalhes, isso é normal porque o efeito se destaca nas partes com mais detalhes de cada imagem, porém nada impede que você utilize o mesmo em algum trabalho com tamanho de 3000×5000 pixels ou mais por exemplo.

O grande responsável pela mágica do dia é um filtro relativamente pouco famoso na minha documentação (só escrevi sobre ele no meu primeiro livro, ainda falando sobre o a versão 2.2 do Gimp), mas prometo fazer isso em detalhes no meu próximo livro e dar mais atenção ao mesmo daqui pra frente, o nome do nosso novo amigo é “Gimpressionista” (isso mesmo, uma fusão do Gimp com “Impressionismo” (isso mesmo o movimento impressionista, isso mesmo o do pintor Monet).

Começemos apresentando o caminho até o referido filtro que fica no menu de filtros artísticos do Gimp:

Uma vez aberto o filtro somos apresentados a sua interface multifacetada e repleta de abas:

Como se pode notar, o filtro citado traz dentro de si diversos recursos que determinam de que forma o mesmo irá afetar o trabalho no qual o mesmo será aplicado, porém hoje nós vamos falar apenas da primeira aba, uma vez que falarei do restante dos recursos do filtro em um momento mais oportuno.

A aba “Valores de Fábrica” traz valores pré configurados que podem ser utilizados sem que seja necessária qualquer alteração nos mesmos para que o efeito floresça na peça na qual estamos trabalhando, porém isso não impede que você faça algum ajuste que por ventura venha a desejar caso conheça o filtro. Para criar o efeito nós faremos o uso duplo do filtro, para isto, selecione primeiro o efeito pré fabricado de nome “Feathers”, depois clique sobre o botão “Aplicar” e por fim no botão “Atualizar” próximo a janela de pré-visualização da imagem no filtro, este passo é vital, pois sem que isto seja feito nenhum efeito do filtro irá funcionar. Feito isso clique em “ok” e aguarde o processamento.

Veja que após a primeira intervenção do filtro apenas a camada base foi afetada, para que vocês pudessem ver o resultado, eu tornei a camada de cima invisível:

Agora selecione a camada que não sofreu a ação do filtro, e abra a interface do filtro novamente, lembrando que não é preciso refazer o caminho até o filtro para reativa-lo, basta clicar sobre o atalho do ultimo filtro utilizado, este recurso poupa tempo e torna o trabalho mais simples de ser executado:

Carregada a interface do filtro, desta vez selecione o efeito “Line Art” e prepare-o para uso assim como fizemos na primeira intervenção do filtro:

Dê o “ok”, aguarde o processamento e volte seus olhos para a interface de controle das camadas, essa é a situação após o uso duplo do filtro:

Agora aplique sobre a camada que recebeu a segunda intervenção do filtro no trabalho o efeito de camada “Luz Dura” =]:

Agora una todas as camadas do trabalho e vamos clarear as areas que ficaram escuras demais, para executar esta tarefa vamos utilizar a ferramenta de ss/exposição, presente na interface principal do Gimp, a mesma é compreendida pelo icone rachurado na imagem abaixo:

Como a própria descrição da ferramenta informa, a mesma trabalha em simbiose com os pincéis, então escolha, edite e ou crie um pincel que tenha um bom raio de alcance para clarear a area desejada de maneira rápida e prática.

IPC: Para clarear indefinidamente, basta clicar e arrastar o mouse sobre a area desejada, para escurecer, o processo é o mesmo, porém com a tecla “ctrl”(control) do seu teclado pressionada enquanto se faz a operação desejada.

Feito isso, ainda podemos aproveitar para alterar as cores caso seja esse o nosso desejo, o filtro para isso vocês já conhecem bem*(se é meu aprendiz sabe do que falo.) porém se não é, vamos adicionar um pouco mais de pimenta no exercício, para isso vamos utilizar o filtro “Desfocagem Gaussiana”, caso você não se lembre ou não saiba como chegar ao filtro, basta acompanhar a imagem abaixo:

Uma vez aberta a interface, opte por um valor de ação baixo, entre 3 e 6 no máximo:

Deixe o filtro agir clicando em “Ok” e aguarde o processamento.

Depois, copie o resultado, desfaça a operação e cole o que você acabou de copiar em forma de nova camada, aplicando na mesma o efeito de camada denominado esconder:

Agora combine as camadas visíveis e trabalhe as cores =] e ou acrescente objetos a imagem, as possibilidades são INFINITAS!

Muito bem, vejo vocês no nosso próximo assunto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: