Como nasce um novo Degradê?

O documento de hoje é um pouco “Braçal” mas ainda sim acho divertido, vamos aprender a criar novos degradês para ampliar a oferta deste recurso tão apreciado por nós dentro do Gimp, vamos lá?

Vamos começar analisando a estrutura da interface portadora dos recursos e da lista de degradês disponíveis no Gimp:

Como podemos ver, a gama de opções pré-fabricadas é vasta chegando até mesmo a requisitar uma barra de rolagem para que se possa ver todas as opções oferecidas. Para escolher um degradê para uso, basta dar um clique sobre o escolhido e selecionar a ferramenta de degradê presente na interface principal do Gimp.

Prosseguindo, vamos agora descobrir para que serve o misterioso ícone da direita:

Este pequeno ícone aparece em praticamente todas as janelas soltas do Gimp, sendo que a sua presença mais marcante pode ser notada na interface principal do Gimp, sua função é adicionar novos recursos a janela na qual estamos trabalhando nos permitindo inclusive acrescentar abas a mesma =]:

Clicando sobre o referido ícone somos apresentados ao seu menu de opções primário:

Como podemos ver na imagem abaixo, temos controle total sobre a janela.

Veja como é fácil adicionar outras ferramentas a janela na qual estamos trabalhando, basta clicar sobre a ferramenta que se deseja adicionar!

Este recurso também propícia uma ótima maneira de se trabalhar com a ferramenta na qual estamos trabalhando, veja abaixo o que acontece quando se opta por mostrar o “Menu de Degradês”, que é a nossa ferramenta do dia:

Aproveitando ainda a imagem abaixo, podemos notar que a mesma é auto explicativa, reparem também que estes ícones não são diferentes dos presentes por exemplo na interface de controle de camadas ou na de pincéis por exemplo. Tais ícones também estão presentes na extremidade inferior da interface de degradês, o que torna a vinda a este menu uma outra solução além do acesso direto pelos ícones ali presentes.

De pronto vamos criar um novo degradê, para esta tarefa podemos utilizar qualquer um dos caminhos vistos acima.

Após ordenarmos a criação de um novo degradê somos apresentados a interface de edição e criação de novos degradês:

A imagem abaixo nos apresenta a interface do editor, seu uso é muito simples começando pela escolha do nome do novo recurso a ser criado, para tanto basta escrever o nome desejado onde se encontra a inserção denominada “Sem título”.

Abaixo do nome que escolhemos para o nosso novo degradê, podemos visualizar o mesmo em sua forma primária, ou seja, o novo recurso já foi tecnicamente criado bastando agora executar a sua personalização.

Ainda na interface vista abaixo temos uma pequena aste branca que controla a predominância de um lado sobre o outro, por exemplo, para se ter uma maior presença da cor escolhida do lado direito, basta mover a pequena aste para a esquerda e vice e versa =]. Além da mesma, temos também nas extremidades do degradê duas astes negras que delimitam os limites de um determinado seguimento, porém como todo novo degradê por padrão começa com apenas um único seguimento podemos prosseguir por enquanto deixando esta parte mais para o final deste documento.

A caixa “Atualização Instantânea” permite que as alterações sejam vistas em tempo real.

Como alterar as cores básicas de ambos os lados?

O procedimento é bem simples, basta clicar com o botão direito do mouse sobre qualquer ponto do degradê, feito isso teremos acesso a um menu que comanda ambos os lados,  para simplesmente alterar a cor de um lado, basta clicar sobre o desejado, por exemplo, se eu desejar alterar a cor do lado esquerdo, basta que eu clique em “Cor do Ponto do Canto Esquerdo” =]:

Depois de ativar o recurso somos apresentados a paleta de cores, uma vez satisfeito basta clicar em “OK” e pronto=]:

A interface da paleta de cores é idêntica em ambos os lados, abaixo temos um exemplo com o canto esquerdo:

Carregamento de cor o que é e para que serve? O carregamento de cor consiste em configurar uma determinada cor previamente utilizada em outra tarefa em substituição a alguma que esteja presente em um dos lados do nosso novo degradê, este recurso tem a sua serventia no tempo que ele economiza já agrupando tais cores em um submenu próprio onde basta escolhe-la clicando sobre a mesma. Para ativar tal recurso basta navegar pelo submenu “Carregar Cor da Direita de” ou “Carregar Cor da Esquerda de” respectivamente.

Abaixo nós temos um bom exemplo de lista de opções apresentadas dentro do recurso “Carregamento de Cor”:

Espelhar seguimento? Para que serve e o que é?

Esse recurso consiste em inverter a orientação direcional de um determinado seguimento ou mesmo do degradê inteiro, bastando para isso clicar sobre o recurso. A imagem abaixo ilustra a localização do mesmo:

Replicar Seguimento? O que é e para que serve?

Este recurso cria novos seguimentos dentro do nosso degradê,  quando criamos um novo degradê por padrão ele é criado com apenas um grande seguimento que comporta suas duas cores primárias *(canto esquerdo e direito) , quando fazemos uso deste recurso podemos dividir este primeiro grande seguimento em quantos desejarmos a fim de criarmos novas possibilidades de quebras de cor ou mesmo transições uniformes. As imagens a baixo nos mostram o processo na prática:

Abaixo temos o recurso em destaque :

A imagem abaixo ilustra a interface do recurso mencionado, note que quanto maior for a valoração da barra , mais seguimentos serão criados. Satisfeito basta clicar em OK.

A baixo nós temos o resultado da criação dos seguimentos, sendo que para a imagem abaixo o ajuste do recurso foi de 3 seguimentos.

Como se pode notar na imagem acima, cada seguimento é demarcado por astes pretas *(triangulos) que se posicionam no começo e no termino de cada seguimento. Vale também destacar que assim que a ferramenta de replicamento termina o seu trabalho, todos os seguimentos ficam selecionados por padrão, isso se nota pela barra azulada que percorre todos os seguimentos, para trabalhar com apenas um deles basta clicar em qualquer ponto entre o seu começo e fim, representados pelas suas astes negras, a imagem abaixo mostra um bom exemplo:

Como podemos ver, temos apenas um seguimento selecionado, a imagem abaixo mostra também a aste branca deste mesmo seguimento sobre a aste preta demarcadora em razão de a cor do lado direito estar se sobrepondo sobre a do esquerdo.

Além disso, cada seguimento tem ajustes de cor independentes, por exemplo, podemos escolher a cor do canto direito ou esquerdo de qualquer seguimento bastando clicar sobre ele com o botão direito sobre qualquer ponto do seguimento desejado para obter acesso ao menu de opções previamente visto aqui,  isso mesmo você pode ter acesso a todas as opções normalmente pois cada seguimento independe um do outro :

Como eu excluo um seguimento?

Basta selecionar o seguimento a ser excluído, acessar o menu de opções utilizando o botão direito do mouse e clicar na opção “Remover Seguimento” =]:

E na prática?

Agora que estudamos a estrutura de trabalho primária deste vasto recurso vamos agora verificar alguns exemplos de construções de degradês:

Construção Uniforme com ou sem pausas:

Uma construção uniforme é obtida quando criamos seguimentos semelhantes em tonalidade e amplitude de cor, ou quando o canto direito e esquerdo tem suas cores interligadas*(isso no caso de ser um degradê de seguimento único), por exemplo, no caso do degradê ser laranja, bastaria que a outra extremidade*(canto) ficasse mais próximo do magenta =].

Construção Asinérgica bipartida ou contínua:

Aqui temos dois pólos de cores e tonalidades diferentes sendo que cada seguimento realmente independe do outro em conceito, isto por que um busca uma objetivo que é a separação completa, a linha “negra” no meio é o que representa isso de forma clara no caso de uma construção bipartida, no caso de uma contínua não a vemos, isto porque para obter uma construção contínua, basta que na fabricação seja utilizado apenas um seguimento *(o padrão) e não dois como no exemplo abaixo.

Mas… como essa linha foi fabricada para explicitar a separação?

Isto requer um pouquinho de precisão mas não é nenhum absurdo, vamos lá :

Basta que a aste branca do primeiro seguimento criado seja movida até bem perto dos limites do mesmo para que se forme um pequeno “vão” entre os dois seguimentos, e depois basta repetir o procedimento com o segundo seguimento se assim for do seu desejo para que uma divisão igualitária se forme =]:

Livro Aberto:

Parece difícil mas não, de fato é bem simples fazer esse tipo de construção que consiste em deixar uma abertura em algum ponto do degradê a ser fabricação e uma quebra de cor no fim ou começo:

Comece dividindo o novo degradê em três seguimentos utilizando a ferramenta de replicação já vista por nós, em seguida aplique sobre dois seguimentos em ordem da direita para a esquerda dois tons de cor semelhantes deixando o terceiro com um diferente, Agora, selecione o segundo seguimento e mova sua aste negra na direção do terceiro seguimento *(isso mesmo! você pode mover a aste negra de maneira que a mesma amplie os limites do seguimento do qual a mesma demarca espaço!) . Quanto a linha bipartida, basta mover a aste branca do segundo seguimento até bem próxima do limite para que o “vão” seja formado=].

FLAPS:

Este tipo de construção também não requer muita prática e sua aplicação sempre é eficiente. Basta replicar o novo degradê a gosto e criar um “vão” negro na posição em que você desejar, para isto movendo a aste branca do seguimento selecionado =].

Criados os degradês agora basta apenas salva-los e utiliza-los =], abaixo nós temos alguns exemplos dos novos degradês em ação:

Muito bem, vejo vocês no nosso próximo assunto! =]

Razgriz.

4 Respostas to “Como nasce um novo Degradê?”

  1. […] por Guilherme Razgriz (hellcomdevΘgmail·com) – referência […]

  2. Não sabia que dava pra editar os degradês dessa forma! Excelente artigo.

  3. aonde posso fazer o download…?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: