O mosquito Psicodélico DIGITAL

Caros aprendizes,

o que iremos fazer hoje é puramente simétrico apesar de um pouquinho complexo vamos lá?

Crie uma imagem de proporções congruentes sendo que isto não é uma obrigação e sim uma SUGESTÃO.

Criada a nova imagem vamos de pronto criar um degradê com orientação espiralada sobre a mesma, isso nos dará a base para as tão necessárias ligações simétricas que iremos criar logo mais dentro deste documento, as imagens abaixo ilustram esse processo:

Primeiro selecione a ferramenta de degradês presente na interface principal do Gimp representada pelo ícone abaixo:

Depois, dentro da interface de controle da ferramenta *(opções de ferramentas) selecione a espiral no sentido horário ou anti-horário:

Selecionada a espiral, escolha um degradê que tenha transição contínua *(como o do exemplo grifado) sem quebras de cor repentinas *(borda preta entre uma cor e outra ou um tom e outro)

Agora vamos criar o degradê dentro da nossa imagem, esse procedimento é um tanto pessoal, mas vamos a ele, clique em um ponto de sua escolha dentro dos limites da extremidade superior da imagem *(pode ser da inferior se preferir), então, sem soltar o botão do mouse arraste a parábola para as proximidades da região central da imagem em qualquer angulo de ataque e solte-a:

A imagem abaixo mostra o resultado do nosso degradê aplicado a imagem:

Feito isso vamos agora deformar a estrutura primária do nosso recém criado degradê, afim de criarmos um novo padrão estrutural que forme encaixes cortantes. A imagem abaixo ilustra o caminho até o filtro:

Uma vez aberto o filtro , configure o recurso “raio de deformação”  com uma valoração entre 70 e 120% e utilizando as ferramentas de moldagem denominadas “Redemoinhos”*(anti-horário e horário) misture ambos os canais a gosto como no exemplo mostrado na interface abaixo:

Satisfeito clique em “OK” e aguarde o processamento:

Agora vamos a parte fácil, duplique a camada base da imagem e sobre esta nova camada aplique o efeito de camada denominado “Somente Escurecer”:

Depois, utilizando a ferramenta de espelhamento presente na interface principal do Gimp, fala espelhamento com a orientação que desejar, no caso do exemplo abaixo foi feito espelhamento vertical.

Agora combine todas as camadas visíveis e duplique a resultante, sendo que sobre esta última aplique o efeito de camada denominado “Somente Clarear”, depois espelhe a mesma no sentido que desejar =].

Agora veja o que acontece quando o efeito de camada é alterado para o “Super-Exposição” por exemplo:

Aproveitando ainda a mesma imagem, vou ensinar uma pequena mágica para vocês, desfaçam o espelhamento e apliquem agora o efeito de camada denominado “Diferença” sobre o trabalho. Notem que a imagem ficou TOTALMENTE PRETA, isso ocorre porque este efeito de camada inverte a estrutura de tons e cores da camada onde o mesmo é aplicado de  maneira que se tornem incompatíveis com as presentes na camada inferior, o espelhamento provoca uma interseção destes tons =]!

Muito bem, agora que já nos aquecemos podemos seguir para um nível um pouco mais agressivo

Partindo deste ponto, crie uma nova imagem seguindo as diretrizes anteriores até a criação do degradê, porém, durante o processo de deformação, seja mais agressivo ao ponto de se formarem deltas dentro da imagem, isso se faz configurando uma valoração menor dentro do raio deformativo, e fazendo um uso mais prolongado do recurso ativado:

Finado o processamento, duplique a camada base e aplique o efeito de camada denominado “Somente Escurecer” para depois aplicar espelhamento no sentido horizontal =].

VIRADA DE MESA

Combine todas as camadas visíveis e aplique uma pequena mudança estrutural luminosa e colorada dentro da imagem para realçar os tons mais escondidos -=].

Agora duplique a camada resultante e sobre esta última aplique o efeito de camada denominado “Super- Exposição” =]

E este é um dos possíveis finais mais que felizes =]

VIRADA DE MESA 2

Combine todas as camadas visíveis do final anterior e duplique a resultante, sobre esta última aplique o efeito de camada denominado “Diferença” -=]:

Curioso não =]?Para compensar uma eventual perda de luminosidade basta utilizar o filtro “Mapeamento Alien” no modo “HSL” com apenas o canal de luminosidade ativado e configurar a  seu gosto.

É isso ai, vejo vocês no nosso próximo assunto!

4 Respostas to “O mosquito Psicodélico DIGITAL”

  1. Krak vey tah mt foda vlw aí!^^

  2. Muito show!
    Parabéns!

    http:\\linux-labs.blogspot.com

  3. qual é o programa utilizado ?!?!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: