Olho & Óleo

Caros,

Hoje nós vamos tratar de um assunto simples mas que ainda da nó na cabeça de grande parte dos alunos regulares e anônimos que vem buscar informações aqui.

Vamos analisar o processo de transformação de uma fotográfia em pintura a óleo.

Comecemos escolhendo uma imagem para servir de exemplo para o assunto do dia, para isto eu escolhi a imagem abaixo:

tomatoes_on_the_vine_by_cyborgsuzystock

Antes de mais nada DUPLIQUE a camada base da imagem,  depois selecione a nova camada resultante deste processo pois começaremos trabalhando sobre ela.

Direto a raiz:

Comecemos atacando a imagem diretamente em sua essência, para tal utilizaremos o filtro artístico denominado “Pintura a Óleo” cujo caminho pode ser visto abaixo:

aeonseolis1

Com a sua interface completamente carregada podemos falar um pouco sobre ela:

O tamanho da máscara determina o quanto da imagem será afetado pela ação do filtro de maneira direta.

O dialogo “Usar mapa de tamanho de máscara” faz com que os traços sigam as linhas originais da imagem. Quanto mais alto for o seu expoente mais abrangente se torna esta vertente.

O dialogo denominado Usar mapa de expoente faz com que os traços sigam uma linha mais coesa batendo de pronto com a imagem original.

O dialogo do uso do algorítimo de intensidade faz com que os níveis de cor se mantenham fieis aos da imagem original com suas devidas proporções e diferenças dispersivas.

aeonseolis2

Eis o resultado da ação do filtro:

aeonseolis3

Agora aplique o efeito de camada denominado Somente escurecer sobre a camada onde aplicamos o filtro:

aeonseolis4antesdoagusse

Agora combine as camadas visíveis. Feito isso vamos adicionar um pouco de aspereza a imagem reforçando seus traços, para tal utilizaremos ofiltro denominado “Aguçar” cujo caminho pode ser visto abaixo:

aeonseolis4

Como podemos ver sua utilização é muito simples bastando determinar o grau de valoração da acuidade desejada. Para este exemplo do dia uma valoração acima de 50 é requerida. Para traços mais bem definidos repita a operação se necessário;

aeonseolis5

Agora duplique a camada base e sobre a nova resultante aplique o efeito de camada denominado “Multiplicar” :

aeonseolis6

Para obtermos uma estrutura luminosa mais presente, duplique a camada mais nova e sobre a camada resultante desta ação aplique o efeito de camada denominado “Luz Dura”:

aeonseolis7

Pronto! =]

hazardsadus

Simples assim =]

Vejo vocês no nosso próximo assunto!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: