Onde esta Willber?

Caros,

Hoje vamos estudar um assunto relativamente divertido, vamos aprender a criar um pequeno joguinho de identificação de objetos =].

Comecemos criando uma imagem de tamanho livre, para o exemplo do dia vou utilizar uma imagem de 800×800 pixel s, feito isso aplique um degradê Linear de transição gradual, contínua e sem quebras, um bom exemplo é o pré-fabricado denominado “Deep Sea”:

willbert1

Agora vamos a um pequeno BIZU : Você pode aplicar degradês com lacunas transparentes em uma camada portadora de um degradê pré existente sem que o novo degradê apague o pré existente =], criar ou editar um degradê transparente não é uma tarefa difícil  mas isto é um assunto para outro dia pois existem modelos pré prontos com esta caracteristica como por exemplo o denominado “Tube Red”. Dito isso aplique um degradê  com lacunas transparentes com forma livre no seu trabalho =]:

willbert2

Agora experimente repetir o processo quantas vezes desejar a fim de obter um padrão estrutural:

willbert3

Quando estiver satisfeito com o padrão estrutural criado, crie uma camada transparente sobre a imagem em seguida escolha um pincel de grandes proporções presente no seu acervo e aplique o onde desejar. Use branco como cor de frente para este primeiro procedimento com pincéis pois iremos criar um choque de tons mais tarde:

willbert4

Aplique o pincel grande na imagem de maneira que o mesmo não a atinja por completo:

willbert5

Agora aplique o efeito de camada denominado “Sobrepor” sobre a camada portadora deste pincel, repare como o pincel foi incorporado de forma sutil ao trabalho :

willbert6

Visto isso, complemente o trabalho com outros pincéis nesta mesma camada a ponto de formar uma pequena composição:

willbert7

Agora combine as camadas visíveis e sobre a resultante crie uma nova camada transparente aplicando sobre a mesma o efeito de camada denominado “Sobrepor”, executando também agora uma composição com pinceis mas tendo agora como cor de frente a cor preta, isto irá criar um visível contraste com o branco utilizado anteriormente=]:

willbert8

Até aqui tudo bem nada de complicado fizemos, mas repare que o exemplo do dia é rico em detalhes, característica essa vital para que o jogo tenha um nível de dificuldade razoável, então, o seu trabalho deverá seguir a mesma tendência. Dito isso vamos agora aplicar o objeto que deverá ser “encontrado” que no exemplo do dia será o “Willber” ou seja o mascote do Gimp:

Para isto vou utilizar uma fonte denominada “Open Logos” que pode ser encontrada neste website. Executar o procedimento de esconder um objeto no trabalho é um procedimento relativamente simples, se o mesmo estiver em uma fonte, basta escolhe-lo, reduzir o seu tamanho de acordo com o nível de dificuldade desejado para encontrar o objeto e posiciona-lo. As imagens abaixo ilustram este processo:

willbert9

Após a escolha do objeto enquanto fonte, reduza o tamanho da mesma até que ele atinja o objeto atinja o nível de dificuldade para ser encontrado desejado:

willbert10

Agora basta pocisioná-lo onde desejar, complementando com um efeito de camada se o grau de complexidade do seu trabalho assim pedir, abaixo temos um exemplo facil de ser encontrado:

willbert11

Aqui já temos um mais complicado que será também o encerramento do nosso assunto:

willbert12

E aqui temos o nosso exemplo de hoje finalizado=]:

willbi

Agora gostaria de solicitar a colaboração de vocês meus estimados aprendizes, estou pensando em lançar um pequeno pocket book chamado “onde está Willber?” sob licensa livre apenas por passa tempo em viagens =] quem se habilita a contribuir? O caminho das pedras eu já disponibilizei, aqueles que desejarem basta comentar o post.

Dito isso vejo vocês no nosso próximo assunto!

8 Respostas to “Onde esta Willber?”

  1. Robson Godoy Says:

    Gostei muito da ideia, se puder gostaria muito de lhe ajudar.

  2. O resultado final ficou muito bom. Pena que esses pincéis não vem por padrão com o Gimp.

    • phenonart Says:

      Mas vc pode instala-los =] alias, nenhum programa de edição de imagens vem com tantos pinceis por padrão, basta acessar o website http://www.deviantart.com e no campo de pesquisa digitar “gimp brushes” ou “photoshop brushes” fazendo assim a sua seleção, lembrando que o gimp pode utilizar os pinceis da outra ferramenta citada sem necessidade de ações adicionais =]

  3. iai, ainda anda pelo gimp.com.br?
    ficando famoso hein, aparecendo no br-linux, visitas devem explodir agora hein!

    abraço velho!

  4. Publiquei no meu blog uns desenhos baseados nesses: http://gimpnet.blogspot.com/

  5. Gostei muito da ideia, se puder gostaria muito de lhe ajudar.(2)

  6. No meu blog tem uma serie de montagens baseadas nessas, com diferentes niveis de dificuldade:http://gimpnet.blogspot.com/

  7. phenonart Says:

    Gostaria de informar a todos os que se dispuseram a participar do projeto que estou tendo problemas com o meu link *(estou em viagem ao exterior e retorno no dia 3 deste mês) assim que o problema for resolvido entrarei em contato. Muitissimo obrigado e cuidem-se bem!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: