Make a right corner

Caros,

o assunto do dia remete a mais um “pedido” de um aluno, referente a aplicar movimento a uma imagem de conceito estático através do emprego do efeito “borrão” muito comum em fotografias urbanas com movimento, sua utilidade mór é distorcer objetos e dar sensação de velocidade aos mesmos.

Comecemos escolhendo a imagem do dia:

Escolhida a imagem vamos começar aplicando de imediato a tão solicitada “sensação de movimento” da seguinte maneira:

Tal processo se dá por estágios, começamos primeiro analisando a imagem visando mapear os setores que necessitam de ação seletiva, no caso de imagens envolvendo automóveis podemos dizer que as rodas merecem prioridade 1. Dito isso, primeiro duplique a camada base, em seguida fazendo uso da ferramenta de seleção elíptica selecione a área que necessita da ação seletiva :

rightone1

Pulo do gato: Agora observe o angulo de ataque da roda e mova o cursor do mouse até a mesma, anotando em seguida seu posicionamento em pixel s*(no caso do exemplo do dia: 626 x 810 pixel s) tal informação consta na interface portadora da imagem em seu canto inferior esquerdo:

rightone2

De posse disto vamos ao filtro responsável pela mágica do dia, ele se denomina “Borrão de Movimento” e o caminho até o mesmo pode ser visto abaixo:

rightoneantesdo3

Aberto o filtro vamos agora avaliar que tipo de movimento precisamos simular, tomando como exemplo para ação seletiva a roda, é virtualmente inegável que o parâmetro radial se mostra ideal, depois basta inserir as coordenadas que anotamos anteriormente para que o movimento se desencadeie próxima ao centro das coordenadas fornecidas, no caso do parâmetro “Y” eventuais correções podem vir a ser necessárias dependendo do angulo de ataque do fragmento. Para finalizar o ajuste, escolha um ângulo de ataque de baixa valoração para deixar o fragmento apenas com a sensação da velocidade desejada:

rightone3

Quando estiver satisfeito autorize o filtro a trabalhar:

Eis aqui : É absolutamente normal que alguns trechos sejam afetados pela ação do filtro em demasia, para corrigir o problema basta fazer uso cauteloso da ferramenta “borracha” presente na caixa de ferramentas principal do Gimp. As imagens abaixo ilustram este processo:

rightone4

rightone5

rightone6

Após apagar todas as discrepâncias e desfazer a seleção nós ficamos assim =]:

Note como a roda apresenta a sensação de movimento desejada:

rightone7

O processo para fazer o mesmo com a outra roda é similar, porém dependendo do posicionamento e ângulo de ataque da mesma a abordagem e abrangência da seleção podem mudar já que a ferramenta de seleção tem a sua forma geométrica base alterada para melhor encaixar no fragmento pretendido:

rightone8

Uma vez aberto novamente pequenas correções nos parâmetros são ecessenciais já que o ângulo de ataque nem sempre colabora na obtenção do ponto de referência:

Repare como os parâmetros são próximos mas não os exatos “134×806” obtidos em x e y na interface portadora da imagem:

rightone9

E não se esqueça de fazer uso da “borracha” para corrigir as discrepâncias!

rightone10

Agora que já fizemos o movimento seletivo, vamos ao grosso da imagem, no caso a sensação de velocidade virá através de riscos lineares a serem criados pelo filtro. Para tanto duplique a camada base da imagem e mova-a para o topo da hierarquia das camadas arrastando a mesma para cima na interface de controle de camadas:

rightone11

Aberto o filtro, mude o parâmetro de orientação de aplicação para Linear e configure um angulo de ataque que seja compatível com a direção na qual o veiculo ou objeto está “se movendo”, o comprimento é a seu gosto:

rightone13

Eis oque temos após o filtro trabalhar:

rightone14

Para fundir a nova camada ao trabalho de maneira que a sensação de movimento faça o seu papel basta aplicar sobre esta camada o efeito de camada denominado “Luz Dura”” -=]:

rightone15

Caso deseje amplificar o efeito basta duplicar a camada do mesmo =]:

rightone16

Para quem preferir ampliar o leque de possibilidades :

Troque o efeito de camada destas camadas pelo efeito denominado “Super-Exposição”:

rightonepre17

Repare que o efeito subtrativo de grande abrangência alterou de forma sutil mas marcante a estrutura luminosa do trabalho de maneira que uma grande area negra se formou na parte inferior do automóvel, isso nos deixa espaço para embarcar uma pequena composição abstrata dentro do trabalho =]:

rightone17

Eis aqui:

rightone18

E assim ficou o nosso exemplo do dia =] :

rightone19

Então meus caros, hoje nós aprendemos a arte de aplicar movimento a objetos estáticos através do uso do efeito “borrão” =].

Dito isso, vejo vocês no nosso próximo assunto!

3 Respostas to “Make a right corner”

  1. RazGriz, primeiramente parabéns pelo blog, muito bom. Conheci ontem pelo VivaOLinux.

    Cara tem como dar uma força? Acho que estou fazendo alguma coisa errada por aqui.
    Estou seguindo certinho os passos mas na hora de usar a borracha pra apagar o filtro do movimento da roda da lataria do carro ao invés de apagar só o efeito do filtro ele está apagando a imagem, ficando com uma bola branca, tem que alterar alguma propriedade da borracha?

    Após duplicar as camadas, eu devo fazer o filtro na camada que está por cima ou na que está por baixo?

    Obrigado
    Abraçois

  2. phenonart Says:

    Olá, basta clicar sobre a camada alvo com o botão direito e marcar a opção “adicionar canal alpha” que o problema desaparecerá =]

  3. Perfeito, valeu Phenonart.😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: