Arquivo para Blender

Nós Vencemos!

Posted in Blender, blogueiro, computação gráfica, Computação Gráfica Livre, Gimp Documentação, Gimp tutoriais, inkscape, Linux, razgriz, software livre, Sotware Livre Rio de Janeiro, Tutoriais, wordpress with tags , , , , , , on junho 7, 2018 by PhenonArt

Caros,

Eu confesso que não pensava em escrever essas linhas e muito menos reativar um espaço que na minha humilde opinião já tinha cumprido o seu propósito e encerrado o seu ciclo….até que 7 anos depois….

raz latinoware lab.png

Foi durante a Latinoware de 2017 que as primeiras pessoas vieram me perguntar: “E então… estamos sentindo a sua falta…. não vai mesmo voltar?” , “Poxa depois que o seu Tumblr saiu do ar ficamos meio que sem referência, Porque você foi embora?” isso dentre outros. Diante disso, resolvi verificar a então empoeirada caixa de mensagens do blog desativado e dentre as muitas pedindo o retorno recebi uma que foi decisiva para talvez uma das decisões mais FELIZES que eu já tomei na minha vida. EU NUNCA deveria ter saído daqui. Eu NUNCA devia ter parado de escrever de forma aberta. E principalmente: Eu  nunca deveria ter dado ouvidos a certas pessoas que dizem querer o teu bem enquanto desejam e fazem de tudo para que o contrário aconteça. Formalidades a parte, apresento a vocês o nosso novo norte de estudos e algumas informações importantes :

1: Aqui, eu não vou me concentrar em edição de imagens.

CALMA! Isso não quer dizer que vou parar de falar do Gimp ou qualquer outro software de edição Bitmap, mas não será mais o foco dos nossos estudos uma vez que estamos indo para um universo bem maior!  Caso queira se aprofundar neste tema recomendo fortemente a compra do meu livro de Gimp que ainda é bem relevante e atual.

2: Agora vamos falar de criações palpáveis.

Isso mesmo! Quem me acompanha sabe  o quanto tenho me dedicado nos últimos anos a cena maker e mais especificamente a impressão 3D, sendo assim natural a escolha desta nova proa =].

3: A tradicional regularidade está de volta!

Vou tentar retomar o rítimo antigo de pelo menos 1 assunto novo por semana, mas sem cobranças, pois tenho assim como vocês outras obrigações também =].

Quanto ao Nosso novo norte :

flisol20171.jpg

 

 

Vamos começar falando um pouquinho sobre o papel do design no cenário atual, suas possibilidades e como podemos integrar as novas e poderosas ferramentas que serão apresentadas aqui a nossa rotina!

 

Eu espero que nesta nova etapa possamos aprender ainda mais uns com os outros e tirar proveito disso da melhor forma possível. Dito isso meus caros amigos, vejo vocês muito em breve no nosso próximo assunto!

 

Anúncios

LuminaTRIX

Posted in Blender, computação gráfica, Computação Gráfica Livre, gimp, Gimp Documentação, Gimp tutoriais, razgriz with tags , , , , , , , , on outubro 3, 2010 by PhenonArt

Caros,

Nosso assunto do dia nos remete ao campo das criações 3D em sua instância mais pura que é a confecção de tais objetos em programas feitos para tal, além de animações e ou personagens outra grande serventia deste tipo de matéria volumétrica se da na criação de recursos voltados para outros programas como o Gimp =], então hoje vamos aprender a criar uma nova família de pincéis para o Gimp no Blender com a forma de estalactites de gelo =] .

Mas… por que criar no BLENDER?

Pois é meus caros, todo bom diretor de arte deve ao menos conhecer todos os nichos que compõem a sua profissão =] incluindo os preceitos básicos da criação 3D .

Dito isso, comecemos então abrindo o Blender, após aberto podemos notar que sua interface apenas parece complicada mas de fato não é como veremos por agora :

Tudo começa com uma cena contendo uma câmera *(ângulo de visão do objeto) , uma lâmpada*(incidência de luz sobre este último) e claro o referido objeto no caso um cubo padrão além das aletas de movimentação =]. Na parte inferior da mesma temos os menus de interação e intervenção para com o nosso objeto em  cena, seu sistema de trabalho é composto por abas diversas semelhantes as vistas no Gimp ou mesmo Firefox catalogadas por tipo de ação e grau de intervenção. Para saber mais sobre o Blender não se limite a este pequeno documento, depois de uma passada na página da comunidade Blender Brasil dentro do 4CMULTI =]

Como queremos recriar estalactites precisamos de um objeto base que seja propenso a recriar pontas afiadas com maior facilidade, então vamos começar apagando o cubo da nossa cena =] : Para tal selecione-o clicando com o botão direito do mouse deletando o com a tecla “delete” do seu teclado em seguida. O Blender ainda pedirá uma confirmação então apenas o autorize. =]

Feito isso, vamos agora adicionar um novo objeto a nossa cena, para tal na parte superior da sua interface basta navegarmos até o menu “Adds” ou “Adicionar” e selecionar a forma “IcoSphere” criando um domo geodésico na nossa cena =]

O Blender ainda irá perguntar quanto ao Raio e Subdivisões, no caso os valores padrões já nos atendem =]

E eis aqui o nosso novo objeto =]

Agora para obtermos as pontas afiadas, vamos extrudir os lados do nosso objeto =] , para tal no menu inferior troque o modo de controle para “Modo de Edição” para que possamos trabalhar no formato do material em si :

Repare que ao trocar o modo de edição temos todas as faces do nosso objeto selecionadas, no caso você pode selecionar quantas desejar ou manter como está, para finalmente extrudir o objeto aperte a tecla “E” para obter acesso a essa ferramenta selecionando em seguida o método de extrudição denominado “Faces individuais” permitindo assim que todas as faces do objeto possam sofrer o processo de maneira uniforme. =]

Agora basta arrastar o mouse até ficar satisfeito!=]

Quando você ficar satisfeito, troque de novo o modo de interação para com o objeto, mas desta vez para o de entalhe ou “Sculpt” :=]

Sua serventia é nos outorgar literalmente moldar o objeto fazendo uso do mouse ao nosso gosto com diferentes formas de intervensão, sua mecânica de trabalho é bem semelhante a do filtro “Deformação Interativa” já tão conhecido e utilizado por nós no Gimp =] :

Para determinar como se dará a intervenção da ferramenta no objeto basta determinar o fazer desejado no menu inferior cujo sistema de abas é semelhante ao encontrado no quesito manobrabilidade do Gimp

Satisfeito, é hora de avaliar o nosso “monstrinho” =] , apertando “F10” ou mesmo acessando o menu de renderização =]:

Para obtermos um produto sem fundo comecemos alterando o formato do arquivo para PNG em face do mesmo suportar transparência =].

Para obter ainda mais qualidade quanto ao produto final, altere a quantidade de samplers por pixel para sua valoração máxima =]

Feito isso peça ao Blender uma prévia do seu objeto renderizado =] , só lembrando que a visão do mesmo é a mesma dada pelo posicionamento da câmera e da icidência de luz sob o mesmo determinada pela lâmpada base do Blender.

Uma vez satisfeito, é hora de salvar o nosso objeto renderizado =]

Antes de salvar confira se você pediu para que o arquivo fosse renderizado SEM PLANO DE FUNDO=] :

Feito isso, salve onde desejar =]

Agora podemos abrir o resultado no Gimp e salvar como  pincel =]

Criando então novos objetos no Blender podemos dar aos mesmos novas nuâncias de luz e cor criando assim uma nova família de pincéis, mas mais do que isso podemos também fazer uso de tais peças para criar trabalhos derivados em outros planos =] :

Para finalizar deixo uma pequena sugestão

Cri

a

%d blogueiros gostam disto: